Doutora em Neurociência diz que a Ciência está “reconhecendo a existência de Deus”

A psicóloga Rosana Alves é evangélica e afirma que cada vez mais a ciência comprova a existência de Deus, e não o contrário como muitas vezes foi publicado na mídia.

A psicóloga Rosana Alves parte do princípio de que no começo foi o verbo e diz que não existe dúvidas sobre a veracidade desta frase bíblica já que é óbvio que a menor partícula que deu origem ao universo foi uma partícula sonora, estas foram as palavras de Rosana referindo-se à afirmação:

“Deus criou a terra e tudo que há nela, no princípio foi o verbo, Deus disse: Faça o dia, e o dia se fez, depois Deus disse que se faça a noite e criou os dias e as noites, Deus também criou os pássaros, peixes e animais terrestre, no penúltimo dia de sua criação Deus criou o homem e no 7°dia Deus descansou. ”

Ateus do mundo todo contestam a existência de Deus, alguns se utilizam da teoria do Big bang para afirmar que uma explosão deu origem ao ecossistema espacial como é visto hoje, desta maneira os corpos celestes estão dispostos no espaço e giram em torno do sol, o eixo da terra e o magnetismo permite que o planeta aviste os dias e as noites, além disso a proximidade com o sol é responsável pela luz e calor recebida pelo planeta Terra.

A luz e o calor permite que as plantas, árvores, frutos e folhas cresçam dentro do ecossistema terrestre oferecendo alimento ao homem, sem o calor morreríamos congelados e sem o movimento de rotação o planeta terra perderia o magnetismo responsável pelo controle da radioatividade, então morreríamos por causa da radioatividade sem o movimento de rotação.

Os cientistas afirmam que a partícula que originou a explosão do universo pode ter sido uma onda sonora, como aquelas que percebemos no computador ao ouvir música, isso é muito intrigante porem não é mais intrigante do que a posição da terra no espaço e a grandiosidade da criação de um ecossistema perfeito chamado planeta terra, que abriga a raça humana oferecendo tudo que é preciso para a existência em plenitude.